Como nos tornamos Sacerdotisas, ou as chamadas BRUXAS?

Não nos tornamos, nós já somos!!





Recebemos este chamado desde muito pequenas, vivemos experiências que nos fazem querer compreender os mistérios da vida e morte, da lua, da noite e nos reconhecer sagradas.


Na caminhada de autotransformação e cura de nossos traumas, recordamos que nossa natureza é ciclíca e mutável, e que nossa maior aliada é nossa intuição, e mesmo que em tempos modernos tenhamos esquecido de escuta-la, quando a sacerdotisa interior desperta, ela mesmo sem perceber vai se deixando guiar por este caminho lindo de conexão, pois percebe que não existe coincidência, mas sim sincronia.


TUDO PARA ESTA SACERDOTISA CONTEMPORÂNEA QUE VIVE HOJE NAS EMPRESAS, NOS LARES, NOS HOSPITAIS, NA COMUNIDADE, NAS ESCOLAS E NA VIDA ESTÁ CONECTADO.


Quanto mais ela caminha para o autoconhecimento, mais perto fica da sabedoria ancestral, das energias criativas e do seus ciclos, entendendo que ai esta a fonte de empoderamento, sexual, espiritual, emocional, profissional..