AFRODITE: Deusa do Amor e da Beleza

Deusa grega do amor e da beleza, Afrodite também é a deusa da paixão, dos desejos, prazeres, fecundidade, relacionamentos e dinheiro. Afrodite na Grécia, Vênus em Roma e Freyja na Escandinavia. Nascida da espuma dor mar, nos estimula a entrar em contato com nosso corpo e nossa natureza sensual.


Há muito tempo, a beleza, a paixão e a energia sexual das mulheres eram sagradas. Acolher, acalmar, fazer amor, gozar, partir, nutrir uma criança eram momentos abençoados por deuses e deusas que lembravam a nossos ancestrais sua verdadeira origem, a Grande Deusa-Mãe.


Hoje em dia o corpo feminino faz parte do domínio público. Observemos o furor manifestado por algumas pessoas contra o aborto, a proibição da amamentação em público, a pornografia galopante, o destaque dado a jovens lolitas, o descarte de mulheres desfrutáveis. As mensagens veiculadas pela nossa cultura judeu-cristã mataram a energia de Afrodite, a deusa do amor, da sexualidade e da fecundidade.


Porém, uma energia sexual bem canalizada é o que nos torna criativos. A energia sexual e a energia criativa tem a mesma origem. Com uma sexualidade reprimida nos tornamos também seres reprimidos. A vitalidade e o ardor emanados pela Imperatriz quando ela aparece em nossa vida abrem um ciclo de criatividade e podemos então dar início a um relacionamento, gerar uma criança, virar presidente de uma organização, escrever um livro, pintar um quadro, começar a aprender música, fazer uma viagem desbravadora, etc.